Clique e assine por apenas 7,90/mês

OMS incluirá “distúrbio de games” em lista de doenças da entidade

A inclusão ocorrerá durante a 11ª Classificação Internacional de Doenças (CID)

Por Redação VEJA RIO - 4 jan 2018, 17h46

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai incluir o “distúrbio de games” na lista de doenças da entidade na 11ª Classificação Internacional de Doenças (CID). A condição é caracterizada por um comportamento persistente de preferência dos jogos eletrônicos em detrimento de qualquer outra atividade.

Para diagnosticar a patologia, são necessários 12 meses de acompanhamento do paciente. Os sintomas incluem a perda do controle da frequência, intensidade e duração em que joga videogame.

A décima edição do CID foi publicada em 1992, mas uma reedição sairá agora em 2018. Neste período, alguns países já haviam identificado a condição de vício em games como um problema importante. No Reino Unido, por exemplo, já existem clínicas especializadas no tratamento da doença.

Publicidade