Continua após publicidade

Até que enfim: obras do Museu da Imagem e do Som, em Copacabana, são retomadas

Após seis anos, serão instalados ar-condicionado central, revestimentos e pisos no auditório e no teatro. Tudo deve ficar pronto até dezembro de 2022

Por Da Redação
Atualizado em 9 dez 2021, 12h37 - Publicado em 9 dez 2021, 12h37

Após seis anos paradas, as obras de acabamento da nova sede do Museu da Imagem e do Som (MIS), na Praia de Copacabana, foram retomadas. Nesta quarta-feira (8), o governador do estado, Cláudio Castro, e o secretário de Infraestrutura e Obras, Max Lemos, entregaram aos responsáveis da empresa MPE Engenharia, vencedora da licitação, o documento que autoriza o reinício das intervenções. A previsão é que tudo fique pronto até dezembro de 2022.

+ UniverCidade: Justiça confirma em segunda instância que imóvel da Lagoa é de massa falida

Para o governador, retomada dos trabalhos é o resgate de uma dívida com a cultura, o turismo e a cidade. A expectativa é que a nova sede do MIS ajude a desenvolver a região, estimulando o comércio local e gerando novos serviços para a população carioca e os turistas. “Essa é uma obra icônica, que reverencia a cultura não apenas do Rio de Janeiro, mas do Brasil, com exposições que retratam a nossa História, como o Carnaval, e personagens da arte nacional, como Carmem Miranda. Além disso, o MIS se destaca na arquitetura do bairro de Copacabana por sua beleza e originalidade“, disse o governador.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

A nova sede do Museu da Imagem e do Som – projetada pelos arquitetos nova-iorquinos Elizabeth Diller, Ricardo Scofídio e Charles Renfro, vencedores de um concurso internacional – terá oito andares, sendo dois subterrâneos. A ideia é tornar o espaço um grande boulevard cultural vertical. O primeiro piso abrigará uma livraria e um café, de frente para o mar, além de oferecer um mezanino para exposições temporárias. Os quatro andares seguintes serão para as exposições que contarão a história da cultura brasileira, com o conceito de interatividade presente nos principais museus do mundo. Já o quinto andar terá um restaurante panorâmico, com acesso à cobertura, com um cinema a céu aberto. No subsolo, o MIS terá uma boate e um auditório, com capacidade para 280 pessoas. No segundo subsolo, ficarão os camarins.

A MPE Engenharia vai realizar intervenções como a instalação de ar-condicionado central e de revestimentos e pisos no auditório e no teatro, além da impermeabilização das áreas abertas.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.