Clique e assine por apenas 7,90/mês

Obras de Paulo Werneck são reeditadas por loja de decoração

Família do saudoso artista fechou parceria com a Arquivo Contemporâneo para divulgar antigas obras perdidas no tempo

Por Rafael Sento Sé - 9 mar 2018, 10h00
Fernando Laszlo/Divulgação

Restaurado, o jardim no alto do prédio do Instituto de Resseguros do Brasil é uma obra-prima do modernismo brasileiro assinada por Oscar Niemeyer, Roberto Burle Marx e um terceiro artista: Paulo Werneck (1907-1987). Autodidata, Werneck criou mais de 300 mosaicos de pastilhas coloridas em prédios e residências. São seus dois painéis de 7 metros de largura instalados no Maracanã. Com o tempo, várias de suas obras desapareceram ou foram descaracterizadas. Em esforço para divulgá-­las, a família fechou parceria com a Arquivo Contemporâneo, loja de decoração que lançou reedições de móveis assinados pelo muralista e releituras feitas por seu neto Gaspar Saldanha — o abajur acima é uma delas.

Publicidade