Continua após publicidade

O que se sabe sobre assassinato de porteiro de colégio em Icaraí, Niterói

Crime ocorreu na manhã desta sexta (23). Assassino foi encontrado carregando bolsa de testemunha

Por Redação
Atualizado em 23 fev 2024, 14h12 - Publicado em 23 fev 2024, 14h09

O porteiro de uma instituição de ensino particular em Icaraí, bairro de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, foi morto a facada na manhã desta sexta (23) em seu local de trabalho. Sebastião Lair Hipólito, de 65 anos, foi golpeado nas costas enquanto abria o Colégio MV1, na Rua Gavião Peixoto, após tentar conter um ladrão que invadiu a escola.

+ Vaquinha para herói de enxurrada na Baixada arrecada quase R$ 80 mil

Segundo a polícia, o ladrão tinha entrado no imóvel logo depois que Sebastião chegou. O porteiro tentou conter o criminoso, mas foi golpeado durante uma luta corporal. Agentes do Corpo de Bombeiros de Niterói foram acionados para prestar socorro à vítima, encontrada já morta no local. Uma funcionária da escola, que teve sua bolsa roubada, foi localizada por policiais do 12º BPM (Niterói) como testemunha do crime.

Uma equipe do Programa Niterói Presente localizou Rennan de Oliveira da Silva Santos, de 21 anos, enquanto ele tentava furtar uma bicicleta na Rua Sete de Setembro, no mesmo bairro. Ele foi reconhecido pela testemunha e encaminhado para a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí. Renan havia fugido de um hospital psiquiátrico em Jurujuba no início da semana, e desde então vinha cometendo crimes.

Continua após a publicidade

A morte do porteiro foi lamentada pela Rede MV1 de Ensino, que descreveu o crime como um “ato de monstruosidade”. A instituição afirma que Sebastião era uma pessoa “gentil, educada, responsável, um homem de família, um trabalhador” e que não esquecerá “da pessoa que nos deu tanto de atenção, cortesia, cordialidade e desvelo”.

Compartilhe essa matéria via:

Veja o texto na íntegra:

Continua após a publicidade

“É com profunda tristeza e consternação que compartilhamos a dolorosa notícia do falecimento de um dos nossos colaboradores, Sebastião Lair Hipólito, vítima da violência com que somos obrigados a conviver diariamente. Ao abrir as portas da nossa escola, cumprindo sua rotina diária, foi atacado por uma pessoa em situação de rua, que o atingiu covardemente pelas costas, resultando na sua trágica e precoce partida. Esse ato de absoluta monstruosidade nos enluta, nos choca, nos atordoa. Estamos profundamente consternados pela perda irreparável de uma pessoa de convivência diária, gentil, educada, responsável, um homem de família, um trabalhador. A prisão do assassino, já efetuada, não conforta nossos corações, partidos pela brutalidade que permeia nossa Sociedade. Que nosso amigo Sebastião descanse em paz, e que sua memória permaneça entre nós. Não esqueceremos da pessoa que nos deu tanto de atenção, cortesia, cordialidade e desvelo”.

Em nota, a Polícia Militar reforçou que “o 12º BPM vem realizando no período noturno e madrugadas abordagens de elementos em atitude suspeita nas ruas do município de Niterói”, com o objetivo de apreender materiais ilícitos e objetos que possam ser usados para cometer crimes. De acordo com a PM, foram realizadas 176 abordagens e revistas pessoais somente no mês de fevereiro, com o recolhimento de 22 objetos perfurocortantes.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.