Clique e assine por apenas 3,90/mês

O que dá para fazer no Rio com o prêmio de 80 milhões da Mega-Sena

Se hospedar por décadas no Copacabana Palace e comer por séculos num dos restaurantes mais chics da cidade são alguns dos luxos possíveis

Por Saulo Pereira Guimarães - Atualizado em 5 dez 2016, 11h41 - Publicado em 11 nov 2015, 18h03

Sonhar não custa nada e, nos últimos dias, muita gente tem sonhado com a mesma coisa. Em homenagem ao aniversário da proclamação da república no próximo domingo (dia 15), a Caixa decidiu sortear a Mega-Sena três vezes nesta semana, em vez das duas habituais. Como nenhum apostador acertou os números divulgados nesta terça (dia 10), o prêmio acumulou e alcançou o maior valor em 2015 até o momento: 80 milhões de reais. Um novo sorteio da bolada acontece amanhã, às 20h, no Amazonas. Os interessados em faturar a grana podem fazer uma fezinha nas casas lotéricas até as 19h desta quarta (dia 11). 

+ Descubra 450 formas de curtir o Rio

Ter 80 milhões de reais para gastar no Rio possibilita que o ganhador se permita luxos incríveis. Com esse valor, é possível ficar hospedado por 34 anos numa das sete suítes do sexto andar do Copacabana Palace, que já recebeu hóspedes como Mick Jagger. É dinheiro suficiente para almoçar e jantar todos os dias por 377 anos no Le Pré Catelan, um dos restaurantes mais chics da cidade, ou para fazer mais de 3.000 viagens entre a praia de Ipanema e Bogotá no UberBLACK, versão de luxo do app que oferece caronas pagas em veículos cadastrados. Para os mais avarentos, um prêmio desse tamanho renderia 540.000 reais por mês se fosse inteiramente investido na poupança.

+ Conheça Claudia Mota, principal bailarina do Theatro Municipal

De acordo com a Caixa, 23 apostadores da cidade do Rio já acertaram na Mega-Sena desde 2009. Para se ter uma ideia, a chance disso acontecer com uma pessoa é de 1 em mais de 50 milhões. É muito mais fácil morrer num acidente de avião (1 em 11 milhões) ou ser atingido por um raio (1 em 1 milhão), por exemplo. Mas vale a pena tentar a sorte. Nos casos em que o prêmio tem valor superior a cerca de R$ 2.000, o ganhador pode resgatá-lo em qualquer agência da Caixa, desde que esteja munido de documento de identidade e do bilhete premiado. Chegando lá, ele recebe todo o dinheiro anunciado, já que não há descontos ou taxas sobre o valor sorteado, segundo a Caixa.

Continua após a publicidade
Publicidade