Clique e assine por apenas 4,90/mês

Novos centros de assistência social têm atuação destacada no país

Entre os menores acolhidos, os delitos mais comuns são roubos, furtos e tráfico de drogas

Por Rafael Sento Sé - Atualizado em 13 out 2017, 15h37 - Publicado em 13 out 2017, 15h23

Ao todo, 1 458 crianças e adolescentes foram atendidos, de janeiro a agosto deste ano, nos catorze Centros de Referência Especializados em Assistência Social (Creas), criados através de convênio do governo federal com a Secretaria Municipal de Assistência Social. Entre os menores acolhidos para o cumprimento de medidas socioeducativas, os delitos mais comuns foram roubos e furtos, registrados em 78% dos casos, enquanto os crimes associados ao tráfico ou posse de drogas foram responsáveis por 20% das ocorrências.

Publicidade