Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Reaberto, Museu Histórico da Cidade exibe suas preciosidades

Fotos de Marc Ferrez e Augusto Malta, gravuras de Thomas Ender e raridades doadas por ex-prefeitos abastecem a exposição de abertura, com 482 peças

Por Pedro Tinoco Atualizado em 21 Maio 2021, 19h40 - Publicado em 21 Maio 2021, 07h00
Museu Histórico da Cidade -
O solar no Parque da Cidade, na Gávea: museu foi reaberto ao público Gui Espíndola/Divulgação

Fechado desde 2011, ainda no primeiro mandato de Eduardo Paes como prefeito, o palacete do Museu Histórico da Cidade teve seu reencontro com o público no último dia 20. O solar no Parque da Cidade, na Gávea, abriga de forma permanente um rico acervo hoje em torno de 24 000 itens. A coleção, que compreende fotos de Marc Ferrez e Augusto Malta, gravuras de Thomas Ender e raridades doadas por ex-prefeitos, abastece a exposição de abertura, com 482 peças.

Protegida pela lei: escola à beira-mar é ‘imexível’ e ‘inegociável’

A alma encantadora das livrarias cariocas

A lista de atrações inclui uma arca trancada a três chaves (cada uma com um responsável) onde foi guardado o dinheiro para a construção dos Arcos da Lapa, além de um estudo em forma de escultura para a cabeça do monumento do Cristo Redentor, do francês Paul Landowski. Curiosidade: segundo conta o livro Os Guinle, de Clóvis Bulcão, o último morador do local, o milionário Guilherme Guinle, perdeu o palacete na jogatina e ele foi adquirido pelo poder municipal em 1939.

De dentro do Bondinho, a história do Rio sob um novo olhar

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade