Clique e assine por apenas 4,90/mês

Morre o advogado e colecionador de arte Sérgio Fadel

Ele estava internado num hospital da Zona Sul e não resistiu a uma cirurgia no coração

Por Rafael Sento-Sé - Atualizado em 10 Maio 2017, 20h48 - Publicado em 10 Maio 2017, 13h03
Execução de Tiradentes
Execução de Tiradentes: uma das obras da coleção de Fadel e Hecilda Jaime Acioli/divulgação/Divulgação

Um dos maiores colecionadores de artes plásticas do Brasil, o advogado Sérgio Fadel morreu na manhã desta quarta (10), no Rio. O advogado estava internado num hospital da Zona Sul e não resistiu a uma cirurgia no coração. A família ainda não divulgou informações sobre o velório e o enterro.

Com um acervo de cerca de 1 500 mil itens, a coleção iniciada em 1964 contava com os nomes mais representativos das artes plásticas no Brasil desde o século 17, chegando aos dias atuais com Beatriz Milhazes, passando pelo barroco de Aleijadinho. O público teve oportunidade de ver de perto um recorte expressivo desta que é considerada uma das mais importantes coleções de arte brasileira no mundo na inauguração do Museu de Arte do Rio, em 2013.

A família buscava um museu para abrigar as obras, que ficam em sua maioria numa reserva técnica montada num apartamento no Leme. Fadel deixa a mulher, Hecilda, e três filhos.

Publicidade