Clique e assine por apenas 4,90/mês

Espetáculo Rosa de Ouro, de 1965, é revivido em debates no Centro

Show que revelou Clementina de Jesus e Paulinho da Viola ganha debates no Teatro Sesc Ginástico

Por Lula Branco Martins - Atualizado em 2 jun 2017, 12h37 - Publicado em 16 Maio 2015, 01h00

+ Rosa de Ouro: ponto alto na história do samba

Em março de 1965, um show revelava para o grande público duas figuras de ponta no samba: Clementina de Jesus (falecida em 1987) e Paulinho da Viola. Foi o Rosa de Ouro, marco de um momento em que, segundo estudiosos da música popular brasileira, o ritmo começava a descer o morro para ser aceito de vez pela alta sociedade carioca. Seu idealizador foi o poeta Hermínio Bello de Carvalho, que em 2015 festeja 80 anos. Encenado no Teatro Jovem (hoje, em seu lugar, na Praia de Botafogo, há um prédio residencial), o espetáculo ficou em cartaz por um ano. E agora é rememorado, no Sesc Ginástico, no Centro, de novo com a presença de Hermínio, que, no atual projeto, faz palestras relembrando os velhos tempos ­— na terça (19) e na quarta (20) haverá debates. Paralelamente, Ana Costa, Marcos Sacramento e outros bambas se apresentam no palco, com repertório de Nelson Cavaquinho, Cartola e Pixinguinha, ou seja, o mesmo time de compositores do show original. Na foto abaixo, uma pose rara: o elenco dos anos 60 de roupa social, dividindo as poltronas do Teatro Jovem.

Músicos no Teatro Jovem rosa de ouro
Músicos no Teatro Jovem rosa de ouro
Publicidade