Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Marinheiro depõe na PF e fala sobre iate usado por Cabral

A embarcação está em nome da empresa MPG Participações, de Paulo Fernando Magalhães Pinto Gonçalves, preso na mesma operação que o ex-governador

Por Redação Veja Rio Atualizado em 5 dez 2016, 10h55 - Publicado em 23 nov 2016, 15h36

O marinheiro do iate Manhattan afirmou em depoimento a Polícia Federal que a embarcação era utilizada comumente pelo ex-governador Sérgio Cabral e sua família em Mangaratiba. O veículo está registrado como propriedade da empresa MPG Participações, de Paulo Fernando Magalhães Pinto Gonçalves, ex-assessor de Cabral, que também foi preso na Operação Calicute. A prisão temporária do Magalhães Pinto foi estendida por mais cinco dias. Ao todo dez pessoas foram presas na quinta (17) sob a suspeita de desvio de R$ 224 milhões.

+ Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão na Cidade de Deus

A embarcação de 75 pés, correspondente a quase 24 metros, ficava ancorada no Marina Verolme, e era levado ao condomínio Portobello, a pedido do ex-governador. Segundo Alessandro Neves Lopes, funcionário da Portobello, o barco estava costumeiramente no cais da casa. No depoimento à PF, Lopes afirmou também que Cabral mantinha um jet ski e uma embarcação de pequeno porte. O iate foi comprado pela MPG Participações em setembro de 2007, por R$ 5 milhões, durante o primeiro ano do governo Cabral.

Publicidade