Clique e assine por apenas 4,90/mês

Marinha terá sistema de monitoramento na Baía de Guanabara

A ferramenta será utilizada no combate ao tráfico de drogas e de armas 

Por Redação VEJA RIO - 2 jul 2018, 19h59

Está prevista para dezembro a conclusão da instalação de um sistema de monitoramento na Baía de Guanabara capaz de acompanhar e abordar embarcações que estiverem fazendo percurso suspeito. O programa de autoria da marinha deve ser implementado em toda a extensão da costa brasileira e em rios da Amazônia e do Pantanal. O custo da medida apenas na Baía de Guanabara chega à casa dos R$ 3,5 milhões.

A região é rota de tráfico de drogas e de armas. A Polícia Civil apreendeu cinco fuzis, três pistolas, granadas e munição num barco na Praia Vermelha, no último dia 11. Dois homens haviam retirado o armamento de uma região de mata próxima ao Morro da Babilônia, onde traficantes travavam uma disputa há dias.  O carregamento saiu do Complexo da Maré e cruzou parte da baía até área perto do Costão da Urca, onde não havia patrulhamento.

Publicidade