Clique e assine por apenas 4,90/mês

Mariana Várzea: “Pesquisa indica que 20% dos museus podem não reabrir”

A museóloga, que participou do projeto Cena Carioca, com a colunista Rita Fernandes, acredita que museus só vão funcionar 100% após a vacina

Por Bruna Motta - Atualizado em 25 jul 2020, 12h30 - Publicado em 24 jul 2020, 19h41

A museóloga Mariana Várzea foi a convidado desta sexta (24) do Projeto Cena Carioca, série de lives conduzidas pela jornalista e colunista de VEJA Rio Rita Fernandes no Instagram da publicação. Durante o encontro on-line, Mariana dividiu as perspectivas sobre reabertura dos museus cariocas e como a pandemia causada pelo novo coronavírus afetou o setor. Abaixo, confira trechos da conversa:

+Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Reação dos museus

“O setor tem se organizado muito nos últimos anos, não só nacionalmente. O impacto da pandemia nos museus no mundo todo é devastador. O conselho internacional fez uma pesquisa que informa: 20% dos museus no mundo não vão reabrir. Por outro lado, estamos compartilhando uma série de protocolos de uma forma que tem ajudado os museus a pensar em como eles vão enfrentar não só esse momento difícil, mas como vão reagir depois”.

Continua após a publicidade

+Setur lança site que indica atrações turísticas funcionando no Estado

Presença digital

“Quem tinha organização, inteligência e planejamento conseguiu se destacar durante a pandemia. Aqueles já tinham parte do acervo digitalizado e programações inéditas on-line puderam explorar um novo nicho. Isso gerou uma oportunidade de distrair as pessoas em isolamento, trazer cultura e fornecer conteúdos para as escolas que adotaram o ensino a distância. Foi um grande desafio pensar fora da caixa, e a maioria dos museus brasileiros conseguiu oferecer muita coisa pela internet. Tende muito a crescer essa presença de acervo on-line”.

Futuro dos museus

Continua após a publicidade

“A pandemia serviu para que os musesu olhassem para dentro, numa espécie de autocrítica. Uma tendência que aparece é a de convocar o público para ser cocriador de arte. Isso pode ser muito bacana”.

+Luiz Antonio Simas: “Existe uma tentativa de domesticar o Carnaval”

Reabertura

“Os museus vão ter que operar com “protocolos marés”. Uma metáfora que criei porque todo pescador consulta a tábua de marés para saber se ele pode sair para pescar. Museus vão precisar ficar fortalecidos no digital, preparados para funcionar de forma limitada, talvez de quinta a domingo. Mas é importante que os equipamentos culturais também estejam preparados para  voltar a funcionar na sua plenitude, mas eu acho que isso só acontece mesmo quando houver a vacina”.

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

Cerca de 20% dos museus no mundo todo devem fechar as portas definitivamente por conta da crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus. Centros culturais que buscavam formas de “imersão” dos frequentadores agora vão ter de se digitalizar. Confira o bate-papo da Cena Carioca com Rita Fernandes (@ritafernandes4567) com a museóloga Mariana Várzea (@marianavarzea).

A post shared by Veja Rio (@vejario) on

Publicidade