Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Manifestantes deixam prédio do Ministério da Cultura no Rio

A retirada dos servidores do Ministério da Cultura e artistas, que estavam há mais de dois meses ocupando o edifício, no Centro, começou por volta das 6h

Por Agência Brasil Atualizado em 2 jun 2017, 12h02 - Publicado em 25 jul 2016, 15h02

Policiais federais cumpriram nesta segunda (25) mandado de reintegração de posse do Palácio Gustavo Capanema, solicitado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e concedido pela Justiça Federal. A retirada dos manifestantes (servidores do Ministério da Cultura e artistas), que estavam há mais de dois meses ocupando o edifício, no Centro do Rio, começou por volta das 6h.

+ Copacabana ganha escultura em homenagem à Rio 2016

Segundo os manifestantes, eles ainda estavam dormindo quando os policiais chegaram. Depois da reintegração de posse, cerca de 50 pessoas que ocupavam o prédio se mantiveram – em protesto contra a desocupação – no entorno do edifício, que funciona como sede regional dos ministérios da Educação e da Cultura.

ocupa minc
ocupa minc

“A desocupação foi ilegal, antidemocrática e fere a Constituição. O pilotis do Gustavo Capanema é um espaço público”, disse o advogado Rodrigo Mondego, que representa os manifestantes do chamado Ocupa Minc. Nenhum representante da Polícia Federal comentou a ação de reintegração de posse.

Continua após a publicidade
Publicidade