Clique e assine por apenas 4,90/mês

Mais da metade dos visitantes do Réveillon do Rio são brasileiros

Levantamento é do Centro de Estudos do Rio Convention & Visitors Bureau (RioCeptur)

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 2 jan 2018, 16h10 - Publicado em 2 jan 2018, 15h16

O Centro de Estudos do Rio Convention & Visitors Bureau (RioCeptur) analisou o perfil dos visitantes que vieram ao Rio para o feriado de Réveillon. De acordo com o levantamento, o mercado nacional lidera o ranking de turistas durante o período.

São Paulo e Minas Gerais são os estados de onde vieram 53% dos visitantes brasileiros, enquanto Argentina, Estados Unidos e Chile foram os três principais pontos de saída de turistas estrangeiros. Os brasileiros permaneceram na cidade por cerca de 4,37 dias e geraram gasto médio estimado em R$ 165,08 por dia. Já os estrangeiros ficaram na cidade por 5,67 dias e gastaram em média em R$ 353,66 por dia.

Dentre os meios de hospedagem, o RioCeptur, em parceria com a Associação Rio Host, verificou que os albergues da cidade preencheram 86,7% das vagas disponíveis, ocupadas por mais de 13.100 hóspedes. A receita gerada pelo setor foi estimada em R$ 25,7 milhões, dos quais R$ 770 mil são referentes aos Impostos Sobre Serviço (ISS).

O RioCeptur analisou ainda a movimentação dos cruzeiros no Píer Mauá e ancorados nas praias da cidade. Dois navios atracaram na região portuária: o italiano Costa Fascinosa e o MSC Poesia, do Panamá. Dos 6.780 passageiros, 5.695 são turistas, fora cariocas e tripulação. Apenas os visitantes que desembarcarão na capital fluminense, neste período, injetaram cerca de R$ 5 milhões na economia carioca.

Continua após a publicidade
Publicidade