Continua após publicidade

Mãe de traficante reconhece filho em vídeo de execução de médicos na Barra

Em depoimento à Polícia, ela confirmou que investigado foi morto após o crime; informações concluíram inquérito policial sobre assassinato de ortopedistas

Por Da Redação
18 out 2023, 11h56

Um dos suspeitos de envolvimento na execução dos médicos em quiosque da Barra na madrugada do dia 5 de outubro foi reconhecido pela mãe em filmagens da câmera de segurança do estabelecimento. Em depoimento à polícia, a mulher, confirmou que o filho é associado ao tráfico e foi morto após o crime. A informação conclui o inquérito policial sobre o crime, segundo informações do jornal O Globo.

+ Um a cada três crimes contra turistas estrangeiros acontece em Copacabana

Os quatro suspeitos de executarem os ortopedistas, que estavam no Rio para um congresso, foram assassinados 12h após o crime. Philip Motta Pereira, o Lesk, de 38 anos, foi encontrado na mala de um Toyota Yaris na Gardênia Azul, e outros três corpos estavam dentro de um carro na Rua Abrahão Jabour, nas proximidades do Riocentro: Ryan Soares de Almeida, de 21 anos, braço direito do Lesk, foi achado em um HRV, abandonado na Rua Abraão Jabor, no Camorim, com Thiago Lopes da Silva e Pablo dos Reis. Todos seriam integrantes da maior facção do Rio e teriam sido mortos como punição pelo próprio grupo: os criminosos teriam confundido um dos médicos com um miliciano da região.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Segundo investigações, o ortopedista Perseu Ribeiro Almeida teria sido confundido com o miliciano Taillon de Alcântara Pereira Barbosa. Taillon estava preso e, no último dia 29, recebeu liberdade condicional. O paramilitar mora próximo ao quiosque onde os médicos foram mortos e costumava frequentar o local. A polícia também acredita que Juan Breno Malta Ramos Rodrigues, conhecido como BMW, esteja envolvido no ataque aos médicos. Numa conversa interceptada pelos investigadores, o ex-miliciano hoje traficante tentava localizar o quiosque onde supostamente Taillon estaria.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Tudo o que a cidade maravilhosa tem para te
oferecer.
Receba VEJA e VEJA RIO impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.