Clique e assine por apenas 7,90/mês

Madureira amanhece com confusão entre camelôs e guardas

Mercadão de Madureira precisou fechar as portas por causa do confronto

Por Redação VEJA RIO - 21 dez 2017, 16h00

Na manhã desta quinta-feira (21), uma confusão entre guardas municipais e camelôs tumultuou as ruas de Madureira e fez com que até o famoso Mercadão de Madureira, um dos principais polos comerciais da cidade, fechasse as portas. Durante o confronto, os agentes chegaram a usar bombas de efeito moral e o trânsito chegou a ser interrompido.

Na Avenida Edgar Romero, ambulantes atacaram uma caminhonete da Guarda Municipal, mas não há informação de guardas feridos. Por conta da confusão, o Mercadão de Madureira, que estava mais lotado que o de costume devido às compras natalinas, teve de fechar as portas para proteger os clientes.

Diversos ambulantes e lojistas reclamaram da ação truculenta dos guardas e houve relatos de agressão.

Em nota, a Guarda Municipal do Rio informou que durante operação de ordenamento urbano, com o apoio do 9ºBPM (Rocha Miranda) no entorno da estação do BRT Mercadão de Madureira, a equipe foi atacada por ambulantes, que jogaram pedras contra os agentes.

Continua após a publicidade

Leia a íntegra da nota da Guarda Municipal:

“A Guarda Municipal do Rio informa que durante operação de ordenamento urbano, realizada na manhã desta quinta-feira, dia 21, com o apoio do 9º Batalhão da Polícia Militar no entorno da estação do BRT Mercadão de Madureira, a equipe foi atacada por ambulantes, que jogaram pedras contra os agentes. Foi necessário interromper o trânsito de veículos e do BRT em alguns momentos para evitar acidentes. Também foram realizados disparos com equipamentos de menor potencial ofensivo para conter os ataques. Ninguém ficou ferido. No momento, a situação está normalizada. As equipes da Guarda Municipal estão contabilizando as mercadorias apreendidas, que serão encaminhadas para o depósito da prefeitura. Na última terça-feira, dia 19, durante operação de ordenamento no local, ambulantes reagiram contra as equipes e uma viatura foi depredada.”

Ainda de acordo com a Guarda Municipal, a situação está normalizada. As equipes da Guarda Municipal estão contabilizando as mercadorias apreendidas, que serão encaminhadas para o depósito da prefeitura.

Publicidade