Continua após publicidade

Lava Jato apura propina a Cabral por Olimpíada

O Ministério Público Federal pediu ao Comitê Rio 2016 informações sobre os contratos firmados com a empresa Masan

Por Agência Estado Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
2 jun 2017, 13h11

A força-tarefa da Operação Lava Jato no Rio investiga se o ex-governador Sérgio Cabral recebeu propina em pelo menos seis contratos dos Jogos Olímpicos de 2016. O Ministério Público Federal (MPF) pediu para que o Comitê Organizador da Rio 2016 apresente, em um prazo de 24 horas, informações sobre os contratos firmados com a empresa Masan.

O dono da Masan é o empresário Marco Antonio de Luca, preso ontem no Rio de Janeiro na Operação Ratatouille, desdobramento da Lava Jato, que investiga propinas de R$ 12,5 milhões em contratos para fornecimentos de alimentos a presídios e hospitais.

A Procuradoria da República investiga também outros contratos – entre eles, para fornecimento de serviços ao Comitê Organizador da Olimpíada. A suspeita é que Cabral possa ter influenciado nesses acordos.

“De fato a lista de contratos firmados entre o Comitê Rio 2016 e a empresa Masan Serviços Especializados é expressiva e pode ter tido influência também de Sérgio Cabral”, disse o MPF.

Continua após a publicidade

O advogado de Sergio Cabral, Luciano Saldanha Coelho, foi procurado por telefone pela reportagem do Estado, mas não respondeu ao contato.

O Comitê Rio 2016 afirmou que os contratos com a Masan passaram “por todos os trâmites” e foram aprovados pelo Conselho Diretor da entidade formado por dez pessoas. A advogada de Luca, Fernanda Tórtima, disse que não daria declarações a respeito do caso. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.