Clique e assine por apenas 4,90/mês

Largo do Boticário abrigará 1ª filial da Jo&Joe fora da Europa

Empreendimento da rede francesa Accor tem inauguração prevista para 2020

Por Redação VEJA RIO - 18 jun 2018, 13h33
Prédios históricos degradados no Largo do Boticário Vitor Marigo/Divulgação

O Largo do Boticário terá seus 6 casarões transformados em um albergue com 70 quartos. O anúncio foi feito nesta segunda (18) pela rede de hoteis Accor, que pretende instalar ali a primeira filial da marca Jo&Joe fora da Europa até 2020.

A expectativa é que a transformação do espaço comece no fim do ano e custe R$ 30 milhões. Bar, barbeiro e espaço de coworking são algumas das atrações previstas para o espaço de 3.500 metros quadrados. “A decisão de dar este presente para o Rio mostra nossa intenção de apostar na cidade”, comentou Patrick Mendes, CEO da Accor, em entrevista ao jornal O Globo.

Com apenas uma unidade inaugurada neste ano em Capbreton, na França, a Jo&Joe é uma marca de albergues que tem nos millennials o seu público-alvo. A meta da Accor é espalhar 50 unidades da nova rede pelo mundo nos próximos 2 anos. Neste período, Budapeste, São Paulo e Varsóvia são algumas das cidades que devem receber hostels do tipo.

Publicidade