Clique e assine por apenas 4,90/mês

Ladrões roubam lote de celular no terminal de cargas do Galeão

De última geração e inéditos no Rio, os aparelhos avaliados, no total, em 3,4 milhões de reais foram levados para a Maré mas PM não pode fazer nada

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 18 abr 2018, 13h00 - Publicado em 18 abr 2018, 12h57

No último domingo (15), três bandidos roubaram um lote de celulares de última geração no terminal de cargas do Aeroporto Galeão, na Ilha do Governador. A carga foi levada de um galpão da Gol para a favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, conforme registrado pelo dispositivo de segurança dos aparelhos, mas, conforme a Polícia Militar teria informado, não havia como recuperá-los. O diretor de segurança do Sindicato de Empresas de Transporte Rodoviário e Logística do Rio (Sindicarga), coronel Venâncio Moura, fez a denúncia nesta quarta (18).

Segundo Moura, o lote roubado é de aparelhos Samsung Galaxy S9, modelo que ainda será lançado no Rio, e vale um milhão de dólares (o equivalente a 3,4 milhões de reais). Os criminosos vestiam uniformes semelhantes aos usados pelos funcionários do terminal e chegaram armados com pistolas a bordo de um caminhão.

A Polícia Militar informou que só foi acionada na noite de segunda (16), por meio informal, e não pelo 190. Diante das informações de que a carga estaria na Maré, o comandante do batalhão teve de ver a melhor forma de proceder, segundo a corporação, porque já havia passado o tempo hábil e precisavam preservar a segurança dos moradores. A PM informou ainda que há um protocolo de segurança na comunidade que precisa ser seguido.

De acordo com a Polícia Civil, o roubo foi registrado na Delegacia de Atendimento Policial do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (Dairj). De lá, o procedimento foi encaminhado para Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), que seguirá com as investigações.

Continua após a publicidade
Publicidade