Continua após publicidade

Justiça prorroga prisão de indiciados pela morte de embaixador

O crime ocorreu na noite do dia 26 de dezembro do ano passado, na casa da vítima, em Nova Iguaçu

Por Agência Brasil Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
31 jan 2017, 17h40

O juiz Alexandre Guimarães Gavião Pinto, da 4ª Vara Criminal de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, prorrogou por mais 30 dias as prisões temporárias de Françoise de Souza Oliveira, Sérgio Gomes Moreira Filho e Eduardo Moreira Tedeshi. Os três foram indiciados pela morte do embaixador grego no Brasil, Kyriakos Amiridis, no fim do ano passado.

O pedido foi feito pela Polícia Civil. O crime ocorreu na noite do dia 26 de dezembro do ano passado, na casa da vítima, em Nova Iguaçu.

Segundo as investigações, Françoise, esposa do embaixador, teria articulado o assassinato de Kyriakos com o policial militar Sérgio Gomes. O policial ainda teria sido ajudado por Eduardo, que é seu sobrinho. Os três tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça no dia 30 de dezembro. 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.