Clique e assine por apenas 4,90/mês

Juiz da Lava Jato no Rio, Marcelo Bretas cogita deixar o estado

O magistrado recebe ameaças frequentes e anda com seguranças armados

Por Redação VEJA RIO - 28 dez 2017, 14h53

O juiz federal Marcelo Bretas, responsável pelo julgamento da Operação Lava Jato no Rio admitiu, em entrevista à TV Globo, que cogita deixar o estado, em virtude das ameaças frequentes que recebe. O magistrado visitou o Papa Francisco, nesta quarta feira (27), no Vaticano. 

Bretas afirmou que a preocupação com sua segurança o impede de levar uma vida normal. “Não posso me dar alguns prazeres simples, como caminhar eventualmente numa praia”, exemplificou. 

O juiz foi responsável por prisões importantes, como o ex-governador Sérgio Cabral e o ex-secretário de saúde Sérgio Côrtes, além dos empresários Eike Batista e Fernando Cavendish, da Delta Construções. 

Publicidade