Clique e assine por apenas 3,90/mês

Juca Bala vem para o Rio e expectativa é de delação

Encarcerado no Uruguai, doleiro irá direto para a penitenciária de Benfica

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 29 dez 2017, 12h30 - Publicado em 26 dez 2017, 23h00

Preso desde março, o doleiro Vinicius Claret, conhecido como “Juca Bala”, chega ao Rio de Janeiro nesta semana. Após perder a briga pela permanência no Uruguai, Juca chega ao Brasil e vai direto para a penitenciária de Benfica. A vinda reforça a expectativa de que Juca fechará um acordo de delação premiada com os procuradores da República da Operação Calicute, braço da Lava-Jato responsável pelas principais investigações que envolvem o ex-governador Sérgio Cabral.

Entregue pelos irmãos doleiros Renato e Marcelo Chebar, Vinicius Claret, amante de esportes aquáticos, vivia na litorânea Punta Del Este como vendedor de pranchas.

Uma possível delação levaria Juca a apresentar a lista de clientes que drenaram, nos últimos anos, dinheiro de origem suspeita do Brasil para os paraísos fiscais, já que há provas que Juca não operava apenas para Cabral.

 

Continua após a publicidade
Publicidade