Clique e assine por apenas 7,90/mês

Juca Bala vem para o Rio e expectativa é de delação

Encarcerado no Uruguai, doleiro irá direto para a penitenciária de Benfica

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 29 dez 2017, 12h30 - Publicado em 26 dez 2017, 23h00

Preso desde março, o doleiro Vinicius Claret, conhecido como “Juca Bala”, chega ao Rio de Janeiro nesta semana. Após perder a briga pela permanência no Uruguai, Juca chega ao Brasil e vai direto para a penitenciária de Benfica. A vinda reforça a expectativa de que Juca fechará um acordo de delação premiada com os procuradores da República da Operação Calicute, braço da Lava-Jato responsável pelas principais investigações que envolvem o ex-governador Sérgio Cabral.

Entregue pelos irmãos doleiros Renato e Marcelo Chebar, Vinicius Claret, amante de esportes aquáticos, vivia na litorânea Punta Del Este como vendedor de pranchas.

Uma possível delação levaria Juca a apresentar a lista de clientes que drenaram, nos últimos anos, dinheiro de origem suspeita do Brasil para os paraísos fiscais, já que há provas que Juca não operava apenas para Cabral.

 

Publicidade