Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Intervenção da prefeitura no BRT tem início com criação de linha expressa

Vinte ônibus comuns circulam já nesta terça (23) entre Santa Cruz e a Alvorada sem parar em nenhuma estação

Por Carolina Barbosa 23 mar 2021, 12h17

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), anunciou que a nova intervenção no sistema BRT começa nesta terça (23) e que Cláudia Secin, arquiteta e servidora concursada que foi presidente da CET-Rio, foi nomeada interventora do BRT. O objetivo é controlar a gestão do sistema até que uma licitação seja feita e uma empresa assuma a gestão. A primeira medida foi a criação de uma linha expressa que vai de Santa Cruz até o terminal Alvorada.

+Covid-19: dezoito municípios do Rio não têm mais vagas para leitos de UTI

Nesta terça (23) vinte ônibus comuns já circulam sem parar em nenhuma estação.

Inaugurado na gestão anterior de Paes, o sistema BRT opera na capacidade máxima, com ônibus lotados, quebrados e atrasos no serviço. Na segunda (22), o prefeito avisou que a regularização do serviço não é imediata.

“Amanhã (esta terça, 23) começaremos o processo de intervenção com o posterior fim da concessão para os operadores atuais. Quando deixei a prefeitura em 2016 eram quase 400 ônibus de BRT. Hoje são 140. Vai levar algum tempo, mas vamos ajeitar. Continuem cobrando”, escreveu Paes em sua rede social.

+Covid-19: Rio fecha escolas, shoppings e restaurantes durante feriadão

Claudia Antunes Secin, a servidora aposentada e nomeada em questão, responde a um processo por danos ao erário e improbidade administrativa.

Entre as medidas emergenciais adotadas está a recuperação dos veículos atualmente fora de circulação. Das programadas figuram reabertura de estações fechadas, melhorias de infraestrutura, reforço da segurança nas estações, fiscalização sobre invasão de veículos na calha do BRT e combate ao calote.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade