Continua após publicidade

Reforço no estoque: Instituto no Rio pede doações de sangue

O Instituto Nacional de Cardiologia (INC), localizado em Laranjeiras, na Zona Sul, registrou queda nos bancos de sangue em 2021

Por Agência Brasil Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 20 Maio 2021, 12h57 - Publicado em 20 Maio 2021, 12h56

O hemonúcleo do Instituto Nacional de Cardiologia (INC), em Laranjeiras, na Zona Sul, registrou uma queda nas doações de sangue e plaquetas este ano e pede à população que compareça ao local para doar. Segundo o INC, as cirurgias não pararam durante a pandemia de Covid-19 e, todos os dias, o hospital realiza procedimentos que demandam transfusão de sangue e de seus derivados.

+ Vamos doar: banco de sangue Serum inaugura unidade na Barra

Os doadores devem ter entre 16 e 69 anos (menores de idade precisam da presença do responsável e da assinatura do termo de consentimento), pesar mais de 50 quilos e ter boa saúde (não ter nenhuma doença crônica nem infecção ativa). É importante não comer alimentos gordurosos nas horas anteriores à doação, mas não se deve estar em jejum.

O INC ressalta que os doadores não podem ter sintomas de Covid-19 nem ter tido contato com pessoas que tiveram a doença nos últimos quinze dias. Pessoas que tiveram Covid-19 podem doar sangue a partir de 30 dias depois do fim dos sintomas.

Continua após a publicidade

+ Rio mantém proibição de eventos, boates e rodas de samba

Para tranquilizar os doadores, o hemonúcleo tomou uma série de medidas para garantir a segurança de quem doa sangue, tais como checar a temperatura na entrada e manter o distanciamento entre as cadeiras de doação e no ambiente onde é servido o lanche aos doadores. O uso de máscaras é obrigatório, as cadeiras são higienizadas a cada uso e existe álcool gel à disposição para a higienização das mãos.

O hemonúcleo fica na sede do INC, na Rua das Laranjeiras, 374, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. Os doadores devem levar documento oficial com foto. O agendamento prévio é necessário somente para a doação de plaquetas e é feito pelo telefone (21) 3037-2215.

Continua após a publicidade

HemoRio

O HemoRio (Instituto Estadual de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti) informou que não está enfrentando queda nas doações de sangue pois tem feito uma série de campanhas de incentivo à doação. Nos quatro primeiros meses de 2020, foram registradas 25 821 coletas. Já de janeiro a abril deste ano, foram 25 910 coletas.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

O instituto é o segundo maior hemocentro do país e, por isso, sempre precisa de novas doações de sangue. O HemoRio localiza-se na Rua Frei Caneca, 8, Centro, e funciona todos os dias, das 7h às 18h.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.