Clique e assine por apenas 4,90/mês

Fiocruz está à frente do diagnóstico do novo coronavírus

A instituição ainda promoveu a capacitação técnica de representantes de nove países da América Latina a fim conter transmissão nas fronteiras

Por Carolina Barbosa - Atualizado em 16 mar 2020, 15h22 - Publicado em 27 fev 2020, 13h21

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio, o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo e o Instituto Evandro Chagas (IEC), no Pará, são as instituições à frente do diagnóstico no país para o novo Coronavírus. O trio acaba de se preparar para ampliar a realização dos testes.

Referência para o diagnóstico laboratorial do novo coronavírus no Brasil, a Fiocruz promoveu a capacitação técnica de representantes de nove países da América Latina (Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Bolívia, Peru, Colômbia, Equador e Panamá), visando também conter uma possível transmissão nas fronteiras que a maioria desses países faz com o Brasil.

No Brasil, o primeiro caso da doença foi confirmado nesta quarta (26) em São Paulo. O brasileiro, de 61 anos, teria sido infectado durante uma viagem à Itália em fevereiro. Cientistas, no entanto, afirmam que não há motivo para pânico.

Publicidade