Clique e assine por apenas 7,90/mês

Exército exige documentos de moradores que queriam sair de favela

Violação do direito de ir e vir aconteceu na manhã desta sexta (23) na Zona Oeste

Por Redação Veja Rio - Atualizado em 26 fev 2018, 12h38 - Publicado em 23 fev 2018, 15h24

pacificacao

Integrantes do Exército exigiram documentos de moradores a caminho do trabalho durante uma operação na manhã desta sexta (23) em uma favela da Zona Oeste. A informação foi publicada por um jornal paulistano de grande circulação.

De acordo com a reportagem, os militares montaram pontos de identificação em diferentes saídas das Vilas Aliança, Kennedy e favela da Coreia. Neles, moradores a caminho do trabalho eram fotografados ao lado de seus respectivos documentos. Quem não tivesse com os papéis era impedido de sair, como aconteceu com um morador entrevistado pelo jornal. “Ao voltar para casa, acabei me atrasando e fui dispensando por meu patrão pelo atraso”, reclamou o pedreiro Edvan Silva Monteiro.

Em nota divulgada à imprensa pela manhã, a Secretaria Estadual de Segurança informou que “as Forças Armadas estão responsáveis pelo cerco, desobstrução de vias e ações de estabilização” na operação. Ao todo, 3.200 militares foram mobilizados. Em seu artigo 5º, a Constituição Federal garante aos cidadãos brasileiros “a locomoção no território nacional em tempo de paz”. Iniciada na última sexta (16), a intervenção federal não altera a validade da Constituição em território fluminense.

Publicidade