Clique e assine por apenas 4,90/mês

Esquema de trânsito definido: Réveillon pode ter público recorde

Segundo Riotur, expectativa de público passou de 2 milhões para 3 milhões. Caso se confirme, será o maior da história

Por Redação VEJA RIO - 28 dez 2017, 13h28

Em entrevista coletiva que aconteceu nesta quarta (27), a Prefeitura do Rio informou como será o esquema especial de trânsito para o Réveillon de Copacabana, que espera reunir cerca de 3 milhões de pessoas neste domingo (31). Até o início da semana, a expectativa era de 2 milhões. Caso a nova previsão se confirme, será um recorde.

Interdição das Pistas

No último dia do ano, as interdições em Copacabana começarão às 7h da manhã, com fechamento da Avenida Atlântica para área de lazer. A organização pede que sejam evitados os bairros de Ipanema, Lagoa e Botafogo, e que a chegada em Copacabana ocorra antes das 22h. Segundo a Riotur, Anitta será a principal atração e se apresentará somente após a queima de fogos, justamente para evitar uma dispersão em massa da multidão.

Além da Avenida Atlântica, Aterro do Flamengo, Leblon e Ipanema terão bloqueios nas pistas próximas ao mar. Às 15h, a pista junto às edificações da Avenida Atlântica, em Copacabana, também será fechada.

Continua após a publicidade

No restante do bairro, a partir de 19h serão instalados 30 pontos de bloqueio para carros de passeio – exceto ônibus e táxi. Às 22h, todo o bairro será interditado.

Uber e afins

Quem pretende utilizar aplicativos de transporte para transitar por Copacabana poderá pedir corridas somente antes das 19h do 31 e depois das 5h do dia 1º. Isto porque o bairro será exclusivo para ônibus e táxi entre 19h e 22h. Depois disso, nem estes veículos poderão circular na região. O mesmo vale para carros de passeio.

Metrô

Continua após a publicidade

Transporte mais indicado para quem irá do Centro, Zona Norte e Baixada Fluminense para a Zona Sul, o metrô funcionará com sua operação comercial das 7h às 19h do dia 31. Entre 19h e 0h, somente passageiros com o cartão especial podem embarcar. Neste horário, a Linha 2 funciona direto até a Barra da Tijuca, sem a necessidade da baldeação.

Os passageiros deverão comprar o bilhete de ida e volta (R$8,60) antecipadamente porque as bilheterias estarão fechadas de 0h às 7h. A venda vai até o dia 31 às 21h ou até que terminem os mais de 150 mil ingressos.Os bilhetes são  vendidos até amanhã nas estações Pavuna, Uruguai, Glória, Jardim Oceânico e Central. Nos dois últimos dias do ano, somente na Carioca.

Publicidade