Clique e assine por apenas 4,90/mês

Empresário encontra camisinha usada em carro deixado estacionado no shopping

Caso aconteceu neste domingo (6) no Shopping Tijuca. Preservativo foi encontrado ao lado da cadeirinha da filha de três anos

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 5 dez 2016, 10h57 - Publicado em 7 nov 2016, 16h41

O passeio de domingo (6) da família do empresário João Luiz Todd, de 46 anos, no Shopping Tijuca, virou um desastre quando, por volta das 20h50, foram buscar o carro estacionado na área VIP da garagem. Para a surpresa e pavor de Todd, que havia deixado a chave do veículo com os manobristas, ele encontrou uma camisinha usada ao lado da cadeirinha da filha de três anos, no banco de trás de seu Hyundai Ix35. Percebeu ainda a presença de sêmen espalhado no assento infantil, onde ele já havia colocado a filha sentada. As informações são do jornal O Globo.

+ Justiça ordena bloqueio de 120 celulares roubados no Rio

O caso foi registrado no livro de ocorrências do estabelecimento comercial, que informou que não há câmeras de vigilância no local, e também na 19ª DP (Tijuca). O pai explicou que costuma levar a filha para brincar no shopping aos domingos, e que nunca teve problemas. Por meio de nota, o Shopping Tijuca informou que vai apurar o caso internamente junto com a empresa que opera o estacionamento.

ATUALIZAÇÃO:

Nota enviada pelo Shopping Tijuca às 21h desta segunda (7):

“O Shopping Tijuca informa que está averiguando o caso em conjunto com a empresa operadora do estacionamento, com auxílio das imagens das câmeras de segurança do empreendimento. A investigação, até o momento, já constatou que durante todo o período em que o carro esteve na vaga, ele permaneceu fechado e nenhuma movimentação próxima ao veículo foi constatada. No entanto, até o término das verificações, como medida preventiva, a operadora responsável afastou os colaboradores do estacionamento de suas funções. O empreendimento ressalta que prima pela segurança e bem estar de seus clientes e pela qualidade de seus serviços e está à disposição das autoridades para ajudar na investigação do caso”.

Publicidade