Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Em meio à crise, secretário municipal de Saúde pede licença

Secretaria informa que Marco Antonio de Mattos pediu afastamento de 10 dias para acompanhar tratamento médico de familiar

Por Redação Veja Rio 2 ago 2017, 15h15

Um dia após informações de que algumas unidades da Clínicas da Família na Zona Oeste seriam fechadas, o secretário municipal de Saúde, Marco Antonio de Mattos, pediu uma licença e ficará afastado do cargo por 10 dias. Segundo a secretaria, neste período ele vai acompanhar o tratamento médico de um familiar. A subsecretária geral, Ana Beatriz Busch Araújo, assume neste período.

Por meio de nota,  prefeito Marcelo Crivella negou o fechamento de 11 unidades. “Sabemos da grave crise que atinge o Estado e o município do Rio de Janeiro, mas todos os esforços estão sendo feitos para garantir os serviços públicos de saúde, inclusive com inúmeros mutirões que foram realizados, aumentando o número de consultas, exames e cirurgias, na comparação com o mesmo período do ano passado”, informou via assessoria.

  • Publicidade