Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Novos edifícios de luxo no Rio ganham intervenções artísticas

Residencial em Laranjeiras abrigará obras da galeria Silvia Cintra+ Box 4. No Jardim Botânico, condomínio terá painel assinado pelo escritório Burle Marx

Por Renata Magalhães Atualizado em 20 set 2021, 12h41 - Publicado em 17 set 2021, 06h00

O isolamento social transformou de vez a relação com o espaço da casa, trazendo novas prioridades para o lugar onde, agora, passamos boa parte do tempo.

Atento a essa tendência, o mercado imobiliário tratou de fazer uma série de adaptações nos projetos que sobem pelos canteiros de obras da cidade — uma delas é o casamento entre arquitetura e arte, em alta nos empreendimentos de luxo.

O prédio de seis andares que a Mosak lança em 2022 no Leblon terá, logo na entrada, uma intervenção de Iole de Freitas (foto).

Em Laranjeiras, o residencial da RJZ Cyrela vai abrigar um espaço com obras da galeria Silvia Cintra+ Box 4 e, até 2023, a Bait entregará o condomínio do Jardim Botânico que contará com um painel de 24 metros de comprimento desenvolvido pelo escritório Burle Marx.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

“Ele vai se voltar propositalmente para o espaço urbano, se misturando com a paisagem carioca”, diz o diretor criativo Gustavo Leivas. Arte nunca é demais.

Continua após a publicidade
Publicidade