Clique e assine por apenas 4,90/mês

Edifício A Noite aguardava novos proprietários para ser reformado

Com 22 andares e 102 metros de altura, ele foi o primeiro arranha-céu de concreto armado do país

Por Heloíza Gomes - 11 fev 2017, 00h15
chico-nelson

À venda, o Edifício A Noite aguardava novos proprietários para ser reformado. Como a negociação não aconteceu e o prédio continuava a se deteriorar, o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) resolveu arcar com as obras. Inaugurado em 1929, o Edifício Joseph Gire (nome do arquiteto que o projetou) foi erguido para ser sede do jornal A Noite — daí o nome pelo qual é mais conhecido. Com 22 andares e 102 metros de altura, ele foi o primeiro arranha-céu de concreto armado do país e fez história ao abrigar, a partir de 1937, a Rádio Nacional. Em 1970, o INPI também passou a funcionar ali. Nos últimos cinco anos, porém, a emissora e o instituto deixaram o imóvel, que é tombado pelo Iphan.

Publicidade