Clique e assine por apenas 4,90/mês

Drones viram arma do crime para manter controle sobre favelas

Aeronaves já foram vistas na Serrinha e no Parque das Missões, em Caxias

Por Redação VEJA RIO - 25 jun 2018, 13h48

Os drones são a nova ferramenta do crime para manter o controle sobre favelas do Rio. A informação foi publicada na edição desta segunda (25) do jornal O Globo. Em, pelo menos, duas localidades, aeronaves foram vistas voando.

Uma delas é o Parque das Missões, localizado em Duque de Caxias. Lá, em maio, um drone foi visto fazendo um sobrevoo. Há dois anos, na Serrinha, a polícia apreendeu um controle de aeronaves do tipo com criminosos. Preso, um deles confessou que a comunidade contava à época com três objetos do tipo para monitorar a movimentação da polícia e de inimigos.

Além dos criminosos, alguns órgãos do Estado já contam com a tecnologia para desempenhar suas funções. É o caso do Bope, única unidade da PM com drones hoje. Os bombeiros usam aeronaves do tipo em salvamentos e buscas e o Inea, para coibir o desmatamento em áreas controladas por milícias e com outros fatores que dificultem o acesso.

Publicidade