Clique e assine por apenas 3,90/mês

Diagnóstico de Pezão deve ser liberado nesta quinta (24)

Governador do estado está internado desde o dia 12 de março no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, após passar por exames e uma biópsia

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 5 dez 2016, 11h24 - Publicado em 23 mar 2016, 17h23

Internado desde o dia 12 de março no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, o diagnóstico do governador Luiz Fernando Pezão deve ser liberado nesta quinta (24), quando chegarem os resultados de exames solicitados pelo médico Cláudio Domênico, entre eles uma biópsia. Pezão foi internado por causa de uma sinusite, o que resultou, no entanto, na descoberta de outro problema: uma lesão na oitava vértebra do político, o que poderia evidenciar um mieloma múltiplo (tipo de câncer de medula). De acordo com o cardiologista, no entanto, há várias hipóteses para as anormalidades encontradas.

Esposa do político, Maria Lúcia Horta Jardim declarou à imprensa que a família está otimista e acredita na recuperação do patriarca. Nesta quarta (23), o vice-presidente do Brasil Michel Temer esteve no hospital para fazer uma visita ao colega, e disse ter ficado “agradavelmente surpreendido” com o estado de saúde de Pezão. Temer chegou por volta das 13h40 na companhia do presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani (PMDB), e do deputado estadual Edson Albertassi (PMDB). A visita durou cerca de meia hora. De lá, o vice-presidente seguiu ao Aeroporto Santos Dumont para voltar a Brasília.

Publicidade