Continua após publicidade

Dengue no Rio: por que pessoas infectadas também têm de passar repelente

Bióloga fala sobre cuidados importantes enquanto o Rio vive a sua sexta epidemia da doença

Por Redação
6 fev 2024, 14h08

Na sexta epidemia de dengue no Rio, é preciso levar a sério as recomendações dos especialistas, as principais já conhecidas pela população, como evitar a qualquer custo a formação de poças ou recipientes de água parada, e outras como saber que a pessoa contaminada também deve usar repelentes de mosquitos.

+ Para evitar violência, PM usará reconhecimento facial durante o Carnaval

Quem explica é a bióloga Denise Valle, pesquisadora do Laboratório de Medicina Experimental e Saúde do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), criadora da campanha 10 Minutos contra o Aedes.

Compartilhe essa matéria via:

“Quando você percebe que está doente, você precisa passar o repelente para proteger o mosquito, assim protegendo a transmissão. Mas no verão, de maneira geral, é preciso que todos se protejam, porque cerca de 50% das pessoas que têm dengue, não tem sintomas. Mas ela pode transmitir ao mosquito enquanto tiver com o vírus circulando no corpo”, disse Denise ao jornal O Globo.

Continua após a publicidade

Ela explicou que só a fêmea do mosquito pica e toma o sangue. Ela precisa do sangue para colocar os ovos, e tomará uma quantidade equivalente a duas ou três vezes o seu peso, transformando tudo em ovos. E se infecta quando pica uma pessoa que está com o vírus circulando.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

A bióloga afirmou que o vírus da dengue precisa passar por diversas barreiras dentro do mosquito, em processo que pode durar de sete a dez dias. Mas, uma vez infectado, terá dengue para sempre. Só que a maioria dos mosquitos morre antes disso. Mesmo em épocas de epidemias, só 1 a 2% dos mosquitos voando vão transmitir o vírus. Por isso é importante diminuir a infestação do Aedes.

[/newsletter

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.