Clique e assine por apenas 4,90/mês

Daniel Azulay cria pelo segundo ano consecutivo o cartaz do Rio Open

A competição acontecerá no Jockey Club, na Gávea, de 20 a 26 de fevereiro

Por Heloíza Gomes - Atualizado em 2 jun 2017, 11h52 - Publicado em 10 dez 2016, 00h00

O backhand, golpe de fundo de quadra executado do lado contrário ao que o tenista segura a raquete, serviu de inspiração para o desenhista Daniel Azulay criar, pelo segundo ano consecutivo, o cartaz (ao lado) do Rio Open, o maior torneio de tênis da América do Sul. “Procurei inserir nele tudo o que vejo em uma partida. Além de usar as cores do saibro, tentei dar uma ideia de profundidade. A bolinha começa menor e termina maior, o que proporciona também movimento”, explica Azulay, que pratica o esporte diariamente. “Amo o desenho e o tênis, e ter a oportunidade de juntar os dois é magnífico”, celebra. A competição acontecerá no Jockey Club, na Gávea, de 20 a 26 de fevereiro. 

Agenda poderosa


Peter Mukherjee_ISTOCK
Peter Mukherjee_ISTOCK

Sabe aquele momento em que você precisa fazer uma reforma ou decorar uma festa e não sabe a quem recorrer? Para esse público, acaba de ser lançado o guia Casa Carioca (Réptil Editora). O livro reúne cerca de 1 000 contatos de serviços de construção, arquitetura e decoração que vão muito além do óbvio. Veja abaixo alguns dos mais curiosos. 

› Aluguel de orquídeas Para ficar com a casa sempre florida, os vasos são trocados todo mês. Waldeci Orquídeas, ☎ 99765-1899.

› Design em acrílico Joana Angert faz molduras para artistas, colecionadores e galerias, e executa outros projetos com o material.  ☎ 2252-4795.

› Cama retrátil Ideal para ambientes pequenos, é aberta na hora de dormir e durante o dia fica escondida dentro de um armário, por exemplo. Camaflage, ☎ 98862-0442.

Design sustentável 


Coletivo Oitis 55
Coletivo Oitis 55

A partir de sábado (10), o MAM recebe a mostra Oitis 55 — Um Retrato do Design Carioca, que reunirá oitenta peças, entre mobiliário, objetos de decoração e acessórios, como o relógio Maré (foto). Idealizada pelo designer João Victor Azevedo, a peça é feita com madeira de demolição, tintas orgânicas e materiais recicláveis, como pneus, couro aproveitado do descarte industrial e lona. “O acabamento, assim como a montagem, também é feito a mão”, acrescenta Azevedo. Além da exposição, haverá palestras, visitas guiadas e bate-papo com arquitetos sobre osrumos do design na cidade. Até 12 de março.

35 % 

é a meta de redução de resíduos sólidos no Rio para o período de 2017 a 2020. O índice foi definido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, com o objetivo de melhorar a qualidade da saúde pública e proteger o meio ambiente. Para isso, a prefeitura pretende criar campanhas que incentivem a coleta seletiva e a reciclagem de aparelhos, como celulares, computadores e eletrodomésticos.

Publicidade