Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Como a crise da UFRJ afeta o rumo das pesquisas de vacina contra Covid-19

Tradicional universidade federal corre o risco de fechar por falta de verbas. Com o orçamento atual, fica "inviável" manter funcionamento a partir de julho

Por Redação 13 Maio 2021, 15h01

Em coletiva nesta quarta (12), a reitoria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) explicou que com o corte no orçamento mais de dez setores podem ser afetados – entre eles a pesquisa de duas vacinas contra a Covid-19, testagem para o novo coronavírus, insumos para pesquisa e funcionamento de leitos hospitalares.

Segundo a professora e reitora Denise Pires Carvalho, os cortes de verba “inviabilizam o funcionamento das universidades”. Caso o governo não libere a quantia necessária, os cortes podem gerar um “apagão na ciência e tecnologia”.

Denise ressaltou que, mesmo com ensino remoto, os laboratórios de pesquisa e os hospitais da instituição continuam funcionando. “Como manter leitos abertos, laboratórios funcionando, o sonho da vacina brasileira sem que consigamos pagar nossa conta de luz, nossa conta de água? E o que é mais grave: os contratos de segurança e limpeza dos nossos prédios”, detalhou.

+Alunos organizam manifestação contra possível fechamento da UFRJ

De acordo com o pró-reitor de Planejamento, Desenvolvimento e Finanças, Eduardo Raupp, a universidade poderá “honrar contratos até julho” e, após isso, fica dependendo da capacidade financeira dos fornecedores para seguir em frente.

O orçamento da UFRJ para este ano é de R$ 299,1 milhões. Desse montante, R$ 152,2 milhões ainda não estão liberados. Segundo a reitoria, R$ 111,1 milhões aguardam a votação de emendas no Congresso Nacional, ainda sem data prevista para ocorrer. Os outros R$ 41,1 milhões foram bloqueados, conforme anúncio no fim de abril. Segundo cálculos dos representantes da UFRJ, para se manter até o fim de 2021, a instituição precisaria ao menos dos R$ 111,1 milhões com urgência. O gasto mensal é de cerca de R$ 31 milhões.

Um abaixo-assinado de alunos da UFRJ em defesa do orçamento da universidade pública obteve mais de 75 000 assinaturas até o fim da tarde de terça (11).

O que pode ser afetado pelo corte:

Testagem para Covid-19

Pesquisa de duas  vacinas contra a Covid-19 em fase de testes pré-clínicos

Redução de leitos hospitalares

Redução de atendimentos nos hospitais

Manutenção predial

Continua após a publicidade

Limpeza geral e limpeza hospitalar

Segurança

Bolsas acadêmicas

Insumos para pesquisa

Compra de equipamentos de TI para melhoria do ensino remoto

Compra de livros, e-books, bases de dados

Investimentos para o retorno presencial em condições de biossegurança

Investimentos ligados à assistência estudantil

Conclusão de obras

Projetos de combate à incêndio e pânico

Projetos de acessibilidade

Pagamentos de energia elétrica e água

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade