Clique e assine por apenas 4,90/mês

Covid-19: Sambódromo recebe moradores de rua a partir desta segunda (30)

Oito salas de aula das três escolas que funcionam sob as arquibancadas da Marquês de Sapucaí foram transformadas em quartos para acomodar as pessoas

Por Carolina Barbosa - Atualizado em 30 mar 2020, 18h17 - Publicado em 30 mar 2020, 10h09

A Prefeitura do Rio começa a abrigar nesta segunda (30), 140 moradores de rua em oito salas de aula do Sambódromo para evitar a propagação da Covid-19. A prioridade, segundo Marcelo Crivella, que fez o anúncio no domingo (29), será levar para o espaço idosos, grávidas e mulheres acompanhadas de crianças.

+Coronavírus: saiba quem terá direito ao auxílio emergencial

Segundo informações da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, as salas de aula pertencem a três escolas municipais que funcionam sob as arquibancadas da Marquês de Sapucaí, agora adaptadas em quartos para receber a demanda. A capacidade é de 400 pessoas. Para acomodá-las, o ambiente foi dividido em três alas: uma para 128 homens adultos; outra com 144 vagas disponíveis a mães com crianças, gestantes e mulheres; e a terceira com capacidade para até 120 idosos.

Quartos: oito salas de três escolas municipais foram adaptadas TV Globo/Reprodução

 

Continua após a publicidade
Publicidade