Clique e assine por apenas 4,90/mês

Coronavírus: UFRJ fabrica respirador mecânico e deve lançá-lo em maio

Já há uma gigante do setor de eletrodomésticos interessada na produção em larga escala do equipamento, que está em falta nos hospitais da cidade

Por Cleo Guimarães - 24 abr 2020, 18h43

Médicos ligados à UFRJ trabalham em parceria com a Coppe (o instituto de pós-graduação e pesquisa em engenharia da universidade) para lançar até o final de maio o primeiro respirador mecânico 100% nacional – há empresas que os fabricam no país, mas a produção depende de peças importadas, geralmente da China. Em quantidade insuficiente para a demanda nos hospitais públicos e particulares da cidade, eles são os principais equipamentos necessários para o atendimento de casos graves da Covid-19.

‘Toque de recolher dos bandidos freou a Covid-19 em favelas’, diz médico

Os respiradores criados pela força de trabalho da UFRJ estão fase final de testagem, e já há uma gigante do setor de eletrodomésticos da linha branca (fogões, geladeiras etc) interessada em produzi-los em escala industrial para colocar no mercado o mais rápido possível. Como determina a Anvisa, sem visar o lucro enquanto durar a pandemia.

+ Para assinar o conteúdo digital de VEJA RIO, clique aqui.

Publicidade