Clique e assine com até 65% de desconto

Rio chega a quase 10 000 multas por aglomeração e falta de máscara

Guarda Municipal registrou 9 959 infrações na cidade desde o início de junho, 8 238 delas por causa da ausência de proteção facial durante a pandemia

Por Cleo Guimarães Atualizado em 26 out 2020, 15h35 - Publicado em 26 out 2020, 15h34

A data é redonda: no dia 5 de junho de 2020, a Guarda Municipal começou a fiscalização das regras estabelecidas para a circulação de pessoas na cidade durante a pandemia do coronavírus. De lá para cá, passaram-se 140 dias, e o número de infrações completará esta semana a marca das 10 000 autuações

Polícia Civil busca obras inéditas de Renato Russo

Na frieza dos números, salta aos olhos a resistência do carioca ao uso de máscara – item considerado fundamental na prevenção à contaminação pela Covid-19 por médicos, cientistas e pela OMS (Organização Mundial da Saúde). 

Parque Nacional da Tijuca reabre pontos turísticos; veja quais

Do total de infrações sanitárias, 8.238 (82,71%) delas foram pela falta do uso da proteção facial (sendo 7.769 nas ruas e espaços públicos, e 469 dentro de estabelecimentos comerciais). Aglomeração em estabelecimentos, incluindo filas, resultaram em 403 autuações (4,04%). Outras 203 (2,03%) foram por aglomeração em via pública.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

No geral, 8.147 (82%) autuações foram aplicadas em pessoas físicas por meio do CPF e 1.812 (18%) em pessoas jurídicas. A cidade do Rio registrou, até agora, 11 893 mortes pela Covid-19. Casos confirmados são 116 419, de acordo com o último levantamento da Secretaria Estadual de Saúde, divulgado neste domingo (25).  

Continua após a publicidade
Publicidade