Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Coronavírus: você pode ser preso se desrespeitar o novo decreto no Rio

Mais do que multas e interdições, descumprimento de medidas pode resultar em um ano de cadeia em caso de resistência ou desacato

Por Da Redação Atualizado em 23 mar 2021, 18h13 - Publicado em 23 mar 2021, 12h46

Multa é pouco. Quem for pego desrespeitando as novas medidas restritivas determinadas no decreto anunciado por Eduardo Paes nesta segunda (22) pode até ser preso, caso ofereça alguma resistência ao ser encaminhado para a delegacia ou desobedeça as autoridades.

Covid-19: profissionais de saúde têm medo e exaustão, diz Fiocruz

Isso porque um artigo do Código Penal (268) considera crime o desacato à “determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa”. Uma leitura mais criteriosa do decreto traz alguns detalhes que podem passar despercebidos à primeira vista.

Covid-19: dezoito municípios do Rio não têm mais vagas para leitos de UTI

A partir de agora os fiscais terão autonomia para fechar os estabelecimentos por 15 dias (ou até mais)  independentemente de outras punições – antes essa penalidade era aplicada somente aos reincidentes. A aplicação desta sanção (o fechamento do estabelecimento) pode ser feita por agentes da Vigilância Sanitária. Até então, era necessária a presença de um representante da Secretaria de Ordem Pública da prefeitura. O conjunto de novas (e mais rigorosas) regras entra em vigor nesta sexta (26).

Ops! Mário Frias massacra o português ao postar comentário nas redes

Uma parte do texto que deixou muita gente confusa diz respeito à liberação, já a partir desta terça (23), da prática de atividades físicas na faixa de areia. Elas estão permitidas, desde que em “ações individuais”. Ou seja, correr na areia, sozinho, pode. Jogar futevôlei ou frescobol, não. Esta regra também vale para praças e parques.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

 

Continua após a publicidade
Publicidade