Clique e assine por apenas 7,90/mês

Contra atraso de salários de servidores, alunos ocupam Uerj

Ocupação é um protesto contra atraso dos pagamentos dos servidores terceirizados e a decisão do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) de parcelar os salários dos funcionários concursados

Por Agência Estado - Atualizado em 5 dez 2016, 11h38 - Publicado em 1 dez 2015, 13h25

Alunos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) ocuparam a instituição na noite desta segunda (30) para protestar contra atraso dos pagamentos dos servidores terceirizados e a decisão do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) de parcelar os salários dos funcionários concursados. Os alunos levaram barracas de camping e dormiram em salas e nos corredores.

Em uma nota publicada no Facebook, os estudantes justificam o protesto. “Já são anos de descaso com a nossa universidade e com a educação pública, que culminam em um estado de calamidade. Não aceitamos mais os trabalhadores terceirizados sendo coagidos e humilhados por acordos escusos do governo do Estado com o empresariado e as administrações da Uerj”, escreveram. “Não aceitamos mais chantagem da reitoria da Uerj que através de ferramentas burocráticas se empenha em impedir mobilizações e criminaliza os que se põem em luta.”

As aulas na universidade estão interrompidas desde terça-feira, 24, por causa da crise financeira. O reitor Ricardo Vieiralves classificou a situação da instituição como de “insalubridade”. A previsão era de que as aulas fossem retomadas nesta terça-feira, 1º.

Pela manhã, os estudantes fizeram um café comunitário e confeccionam cartazes. “Terceirizado também come”, diz um deles. Entre as reivindicações está o pagamento dos salários atrasados dos terceirizados e das bolsas de estudantes.

Publicidade