Clique e assine com até 65% de desconto

Comitê Olímpico Internacional cobra fiscalização nas obras olímpicas

Cobrança do COI foi realizada uma semana após o desabamento de trecho da Ciclovia Niemeyer e dias depois da confirmação da morte de trabalhadores nas obras dos Jogos 2016

Por Redação VEJA RIO Atualizado em 5 dez 2016, 11h21 - Publicado em 28 abr 2016, 22h01

A pouco menos de cem dias do início dos Jogos Rio 2016, o Comitê Olímpico Internacional cobrou às autoridades brasileiras que sejam estabelecidas garantias pelas obras olímpicas. O pronunciamento ocorreu uma semana após o desabamento de um trecho da Ciclovia da Niemeyer, em São Conrado, e dois dias após ser confirmado o número de mortes de trabalhadores nas obras dos Jogos Olímpicos desde 2013: onze vítimas. Nos Jogos de Londres, em 2012, nenhum caso foi registrado.

+ Rio terá mais um feriado durante os Jogos Olímpicos

Ciclovia

As etapas de construção da ciclovia Tim Maia, que caiu na última quinta (28), pode ser observada street view do Google Maps, site de geolocalização que mostra vias de todo o mundo fotografadas pelos carros do Google.

+ Americanos criam cinco mascotes para a Rio 2016

No site é possível ver funcionários trabalhando em diferentes etapas do projeto até a sua finalização, em janeiro deste ano. É possível ver ainda vãos entre as placas que caíram no desabamento. 

+ Consórcio da Niemeyer pode pagar multa de R$ 9 milhões

Continua após a publicidade
Publicidade