Clique e assine por apenas 3,90/mês

Centro de Operações restringe acesso à imprensa após chuvas

Nesta segunda (26), a prefeitura exonerou o responsável técnico do COR, Alexandre Cardeman, e divulgou novas regras de acesso de jornalistas

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 26 jun 2017, 23h21 - Publicado em 26 jun 2017, 21h32

Uma semana após os alagamentos que transformaram a vida dos cariocas, segue a polêmica em torno do assunto.  Nesta segunda (26), a prefeitura exonerou o responsável técnico do Centro de Operações do Rio (COR), Alexandre Cardeman. E mais: no mesmo dia, novas regras de acesso da imprensa ao COR foram publicadas no Diário Oficial. ‪Agora muito mais restritivas, elas dificultam o credenciamento dos jornalistas.

A notícia veio à tona após VEJA RIO divulgar, neste fim de semana, uma nota que revela denúncias feitas pelo deputado federal Pedro Paulo contra o COR e Crivella – o deputado meteu o malho na calamidade causada pelas chuvas e publicou em seu novo blog  uma foto comprometedora tirada no Centro de Operações.

Em um post nas redes sociais, o jornalista André Trigueiro escreveu: “Ao que parece Cardeman será substituído por Marcos Landeira, Comissário de Polícia Civil. Muda, portanto, o perfil do Centro de Operações. Deverá ser reduzido a um centro integrado de segurança”. Sobre as novas regras de acesso da imprensa ao COR, pontuou: “‪Dificultaram o acesso dos jornalistas com novas exigências de credenciamento. O resultado é menos transparência. ‬Lamentável”.

Procurada, a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Ordem Pública não foi encontrada até às 21h50 desta segunda.

Continua após a publicidade
Publicidade