Clique e assine por apenas 4,90/mês

Candidato à presidência do Vasco chama Flamengo de mulambo

De quebra, Alexandre Campello ainda comparou Eurico Miranda a Adolf Hitler

Por Redação Veja Rio - Atualizado em 17 out 2017, 13h35 - Publicado em 17 out 2017, 13h32
Alexandre Campello/Facebook

Foi polêmica a apresentação do plano de gestão de Alexandre Campello, candidato à presidência do Vasco. Durante o evento realizado na Barra na segunda (16) e transmitido pela internet, o médico usou o termo “mulambo” para se referir ao rival Flamengo.

A provocação se deu quando Alexandre apresentava o valor das marcas dos principais clubes do Brasil e comentava a defasagem entre os montantes estimados para Vasco e Flamengo. “O Vasco ocupa hoje a decima posição. Nosso arquirrival tem uma marca que hoje equivale a quase R$ 1,7 bilhão. O Vasco caiu de R$ 440 milhões para 382 milhões”, disse ele, enquanto a tela mostrava o termo “Mulambo” na quantia correspondente ao Flamengo. De acordo com os dicionários, mulambo (ou molambo) é usado para definir pessoas covardes, sem firmeza ou iniciativa. No mundo do futebol, é comum o uso pejorativo do termo.

A desqualificação rubro-negra não foi a única gafe de Alexandre. Durante a apresentação, ele também apresentou uma paródia do filme: “A queda: as últimas horas de Hitler”, na qual o atual presidente Eurico Miranda era comparado ao chanceler alemão que comandou o holocausto. As eleições no Vasco estão marcadas para 7 de novembro.

Publicidade