Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Campanha de vacinação contra a gripe começa nesta segunda (23)

O serviço inclui drive thru para idosos nos postos do Detran em Campo Grande, Barra, Ilha do Governador, Tijuca e Catete, de 10h às 16h

Por Carolina Barbosa 23 mar 2020, 06h30

Nesta segunda (23) tem início a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza para idosos acima de 60 anos e profissionais de saúde. O objetivo é imunizar 67,6 milhões de pessoas em todo o país.

+Coronavírus: Crivella pedirá ajuda ao Exército para tirar idosos das ruas

A proteção contra a gripe não é eficaz contra o coronavírus. No entanto, a vacina pode auxiliar os profissionais de saúde na tarefa de excluir o diagnóstico para o novo patógeno, já que os sintomas são semelhantes.

+ No blog de William Reis: a situação das favelas cariocas em meio à quarentena e ao Coronavírus

Ao todo, serão 52 vacinadores distribuídos em cinco postos do Detran-RJ (Campo Grande, Barra, Ilha do Governador, Tijuca e Catete) para a imunização dentro de automóveis, na qual o idoso será vacinado pela janela, sem precisar descer do carro. É importante frisar que não haverá acesso de pedestres nesses postos, que funcionarão de 10h às 16h, inclusive no sábado (28) e no domingo (29), até 4 de abril. Além disso, idosos acima de 80 anos que tenham cadastro nas clínicas da família serão vacinados em domicílio.

A vacina também estará disponível nas 233 unidades de atenção primária (as chamadas clínicas da família e centros municipais de saúde), de segunda a sexta, das 8h às 17h.

A partir de 16 de abril, já na segunda fase, a campanha, em cartaz até 22 de maio, contempla professores das escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento e portadores de doenças crônicas.

Já no dia 9 de maio, um sábado, o dia D de mobilização nacional dá início à fase de imunização de crianças de seis meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias; gestantes e mulheres até 45 dias após o parto, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, indígenas, adultos de 55 a 59 anos e pessoas com deficiência. No caso das crianças, em especial, é necessário levar a caderneta de vacinação. Pessoas com febre devem esperar melhorar para tomar a vacina.

Continua após a publicidade
Publicidade