Clique e assine com até 65% de desconto

Cabral faz 1 ano preso e bombeiros celebram com bolo e espumante

Iniciada às 5h, a manifestação aconteceu em frente à Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona Norte

Por Redação Veja Rio 17 nov 2017, 13h56

Cabral bicicleta

Um grupo de bombeiros comemorou com bolo e salgadinhos o primeiro ano de prisão do ex-governador Sérgio Cabral Filho. Iniciada às 5h, a manifestação aconteceu em frente à Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona Norte.

Um carro de som e uma pequena bateria de escola de samba acompanharam o protesto na porta do presídio. Além dos comes e bebes já citados, um bolo foi servido aos presentes juntamente com espumantes em copos de plástico. Alguns dos manifestantes cobriram a cabeça com panos brancos, em alusão à  foto de Cabral tirada na França em 2009 em companhia do grupo que ficou conhecido como “gangue do guardanapo”. Entre os integrantes da “gangue”, estavam o secretário estadual de saúde Sérgio Côrtes e o empreiteiro Fernando Cavendish, ambos envolvidos em denúncias de esquemas de corrupção mantidos com dinheiro público.

Desde a última quinta (16), Cabral ganhou a companhia de outros dois ex-presidentes da Assembleia Legislativa fluminense, presidida por ele entre 1995 e 2002. São eles os deputados estaduais Jorge Picciani (que tocou a casa entre 2003 e 2010, foi reeleito em 2015 e é o atual presidente) e Paulo Melo (que geriu a Alerj entre 2011 e 2014). Todos os três são integrantes do PMDB fluminense, assim como Edson Albertassi. Esse último parlamentar também foi detido com Picciani e Melo pela Polícia Federal durante a operação Cadeia Velha.

Continua após a publicidade
Publicidade