Clique e assine com até 65% de desconto

Bruno Gagliasso à caça de bons papeis

"Um serial killer era indispensável para a minha carreira?, diz o ator, que se ofereceu para viver o protagonista assassino da série Dupla Identidade, que estreou na sexta (19)

Por Carolina Barbosa Atualizado em 5 dez 2016, 12h43 - Publicado em 19 set 2014, 13h30

À caça de bons papeis

Tudo começou com um disse me disse nos bastidores da Globo. Bruno Gagliasso estava gravando a novela Joia Rara quando soube que Gloria Perez ia começar os testes para a nova atração da emissora, a série de suspense Dupla Identidade, que estreou na sexta (19) e se estenderá por treze episódios. Viciado em seriados americanos do gênero, o ator pegou o telefone na mesma hora e ligou para a autora, oferecendo-se para o papel principal. “Ela queria alguém mais velho, mas ainda assim insisti para fazer o teste porque gosto de personagens que me desafiem. Já fiz homossexual, esquizofrênico, psicopata. Um serial killer era indispensável para a minha carreira”, diz o ator, que também está nos cinemas encarnando um psiquiatra no thriller Isolados, que ele mesmo ajudou a produzir.

Publicidade