Clique e assine por apenas 4,90/mês

Barcas do Rio vão operar com velocidade reduzida durante os Jogos

Segundo a CCR Barcas, concessionária que administra o serviço, existe a possibilidade de atrasos e possíveis transtornos aos usuários durante as competições 

Por Agência Brasil - Atualizado em 5 dez 2016, 11h13 - Publicado em 12 jul 2016, 16h36

As barcas que transportam passageiros na Baía de Guanabara circularão com velocidade reduzida e com mudança em alguns trajetos durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Segundo a CCR Barcas, concessionária que administra o serviço, existe a possibilidade de atrasos e possíveis transtornos aos usuários durante as competições.

+ VLT passa a operar entre a rodoviária e o Aeroporto Santos Dumont  

A mudança na operação das barcas é atribuída às competições de vela, a serem realizadas em raias na Baía de Guanabara. Em nota divulgada nesta terça (12), a concessionária informou que as embarcações da CCR vão navegar – das 11h às 18h – com velocidade reduzida em determinados trechos das viagens e que o planejamento prevê também a alteração na rota das linhas do transporte durante o período dos Jogos, o que poderá gerar alteração no tempo previsto de percurso e nos horários de partida.

Períodos definidos

As interdições na Baía de Guanabara durante a Olimpíada serão entre 24 de julho e 19 de agosto, no trecho entre o sul da Ponte Rio-Niterói até as proximidades da Ilha Rasa. Já na Paralimpíada, as mudanças serão entre 31 de agosto e 17 de setembro, e a região com restrições será da cabeceira norte do aeroporto Santos Dumont às proximidades da Boca da Barra.

Procurada para informar quais trechos seriam mais prejudicados e quanto tempo de atraso isso acarretaria aos passageiros, a CCR Barcas disse não ter a informação, mas garantiu que todo o esforço será feito para não prejudicar os usuários, embora seja quase inevitável que alguns atrasos, mesmo que pequenos, ocorram, segundo a empresa.

A concessionária disse, ainda, que sempre que houver impacto na operação, os passageiros serão  comunicados através do sistema de som das estações e das embarcações.

Publicidade