Clique e assine por apenas 4,90/mês

Banco Opportunity recupera prédios no Centro e agrada inquilinos

Após assustar lojistas com reajuste de aluguéis, fundo restaura Cité Arquitetura

Por Rafael Sento Sé - Atualizado em 2 mar 2018, 19h12 - Publicado em 2 mar 2018, 19h09
SELMY YASSUDA/Veja Rio

Dono de dezenas de propriedades no Centro, o fundo imobiliário do banco Opportunity despertou a ira de comerciantes (e seus clientes), além da desconfiança de setores preocupados com o patrimônio histórico, quando comprou, da Venerável Ordem do Carmo, por 54,8 milhões de reais, um conjunto de sobrados da Rua da Carioca. O primeiro movimento após a celebração do negócio, acertado em 2012, foi um reajuste de aluguéis que levou ao fechamento de instituições da cidade, a exemplo da loja de instrumentos musicais A Guitarra de Prata. Os novos donos do Rio Antigo agora apresentam faceta mais amistosa. Outro empreendimento do fundo, um conjunto de imóveis na esquina das ruas Teófilo Otoni e Miguel Couto, passou por reformas e está um brinco. No projeto de restauro da Cité Arquitetura, elementos como o símbolo da ordem franciscana e um gracioso gradil estão novamente à mostra. Arcos de cantaria, em granito olho-de-sapo, também foram recuperados e o interior está reestruturado para receber salas de escritório e lojas.

Publicidade