Clique e assine com até 65% de desconto

Aumento na passagem de ônibus começa a valer em 1º de janeiro

Em 2012, a prefeitura fez um acordo com o Ministério Público que estabelecia que 100% da frota de ônibus teria ar-condicionado até 2016

Por Redação VEJA RIO Atualizado em 27 dez 2016, 16h40 - Publicado em 27 dez 2016, 15h35

Além das altas temperaturas no Rio de Janeiro, o verão trará uma novidade para os cariocas. Mesmo sem a frota ter todos os coletivos com ar-condicionado, a partir do dia 1º de janeiro a tarifa de ônibus sofrerá aumento. A decisão se haveria ou não reajuste anual das passagens seria tomada pelo novo prefeito, mas Eduardo Paes decidiu garantir o aumento em sua última semana de governo.

Em 2012, a prefeitura fez um acordo com o Ministério Público que estabelecia que 100% da frota de ônibus teria ar-condicionado até 2016. Segundo números da Secretaria Municipal de Transportes de novembro, 68,03% das viagens são feitas em ônibus refrigerados. A meta, segundo o órgão, é atingir 70% até o dia 31 de dezembro.

A decisão da Justiça prevê multa de R$ 20 mil por coletivo sem ar após o fim do ano.

Publicidade